Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

No Fundo da Garrafa

No Fundo da Garrafa

22
Ago12

Flashback

Gitano73

E se pudéssemos escolher o nosso horizonte?

Como irias decorar o teu?

Cores vivas ou ténues e simples?....

(flashback)

Nas ruas da cidade as prostitutas sorriem.

As cores dos néon misturam-se com promessas fracas.

As musicas batidas das discotecas cansam-me.

Eu penso em ti…..como podia não pensar?

Os cantos, recantos e covis de todos os carinhos,

adivinham-se ao teu lado…. mas tu estavas longe.

O teu castelo de vidro altivo separava-te de mim

O meu orgulho desenha as fronteiras e a tua teimosia encanta-as

"que tenho eu para dar?" pensava.

O meu condão mágico era curto e insuficiente.

O teu sorriso grande e contagiante.

"Talvez seja melhor não pensar tanto…."

Impossível

Nos pubs os sorrisos fáceis continuam.

Para cá e para lá….nos jogos de sedução tão gastos que enjoam.

A ratoeira das experiências enfada.

E se eu me resolver render?

Ao calor de um brilho diferente?

Não sei. Tenho medo.

Tenho a soma de todas as inseguranças em mim.

E a subtracção de toda a felicidade.

A lógica parece simples.

Mas é sempre tudo tão difícil…

e tão forçado…

até que…

algo acontece.

um click

um momento

um sim

uma decisão

um final feliz.

10
Ago12

As curiosidades dos silêncios

Gitano73

As curiosidades dos silêncios

 

Os espaços entre as palavras são tão, mas tão importantes.

Já repararam?

A carga emocional que eles carregam?

Não fossem os silêncios e eu não sorriria.

Não fossem os espaços certos de pausas nem sempre estudadas

eu … não entenderia o que me dizes…

não com os ouvidos do sentimento.

Às vezes esqueço-me que precisamos de silêncios

e até forço a conversa.

Mas, mesmo nessas alturas existe um substituto

O olhar cúmplice.

que mesmo no fim de uma frase qualquer, talvez importante para alguém….

…essa frase morre junto com os seus sons…..

e dá lugar a um silêncio

corrompido por um olhar cúmplice

sublinhado por um sorriso

e já os sons deixam de ser os eleitos para a comunicação.

há tanto mas tanto…..

ainda a dizer,

a sorrir e a entender….

E calado sorrio ao acabar de escrever isto.

02
Ago12

Einstein on the beach (For an Eggman)

Gitano73

Albert's always sincere, he's a sensitive type
His intentions are clear, he wanna be well-liked
If everything is nothing, then are we anything?
Is it better to be better than to be anything?
And Albert's vision is blooming uncontrolled…

All his wings are slowly sinking….
The world begins to disappear!!!!
The worst things come from inside here
All the king's men reappear
For an eggman, on and off the wall
Who'll never be together again


Einstein's down on the beach staring into the sand
Cause everything he believes in is shattered
What you fear in the night in the day comes to call anyway-ay
We all get burned as:
One more sun comes sliding down the sky…
One more shadow leans against the wall and…
The world begins to disappear
The worst things come from inside here
And all the king's men reappear
for an eggman, on and off the wall
Who'll never be together again


Albert's waiting in the sun
On a field American
For the cause of some inflated form of hit and run


One more sun comes sliding down the sky
One more shadow leans against the wall and..
The world begins to disappear
The worst things come from inside here
And all the king's men reappear
for an eggman, fallin' off the wall
Will never be together again
Albert's fallen on the sun
Cracked his head wide open
The world begins to disappear
The worst things come from inside here
And all the king's men reappear
for an eggman, falling, falling….
The world begins to disappear
The worst things come from inside here
And all the king's men reappear
for an eggman, fallin' off the wall
Will never be together again
No never be together again
No no never never never again, uh huh
What you fear in the night in the day comes to call anyway…..


Counting Crows - Einstein On the Beach

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D