Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

No Fundo da Garrafa

No Fundo da Garrafa

28
Dez08

Bon-Bons de cereja

Gitano73

Abro um destes doces

têm licor por dentro

O chocolate confunde-se com o brandy

o sonho divide-se com a companhia que gostaríamos de ter enquanto o saboreamos.

Tu estás longe e eu perto

Perto que algo que não sou eu e tu longe de algo que não és tu

Tu não estás pronta. Eu também não.

Mas ambos queremos.

Tu sorris e dentro de ti tens uma resposta positiva.

Eu brinco com os lugares da tua ausência

Ficam soltos e ficam demasiado livres

São banheiras sem ti e são camas sem nós

Não fazem sentido.

Há cigarros que não devem ser fumados a sós e há copos que não devem ser bebidos tão depressa.

Há momentos que deviam durar para sempre.

Há histórias que não deviam ser interrompidas

Há memórias que não deviam ser cobiçadas

há verdades que de tão eternas.. cansam os deuses

shhhhhh

Eu sei.

24
Dez08

Um dia como os outros... mas é véspera de natal

Gitano73

O meu relógio diz que lhe falta o tempo

Para te aprender. Para gastar os minutos a olhar-te.

Hoje...hoje é dia para dar lugar ao momento

Hoje é altura de te disfrutar.

Mas tu não estás cá.

E a tua imagem confunde-se com a minha.

Somos mais ou menos o mesmo com níveis diferentes de verdade e entrega.

Tendo isso como garantido,

convido-te a um lugar... dá-me a mão e vem

é um lugar longe de ti mas mesmo aqui perto de mim

espera. é dentro de mim.

Bem vinda amor.

diz-me se estás bem instalada

se te falta algo além de mim

queres uma almofada ou um copo de água?

Encosta-te sem o peso da vida

descansa os olhos. repousa-os em mim e fala para o ar

eu apanho as palavras que sobem e faço-as minhas

Tu foges para a tua toca chamada medo

e eu divirto-me...

 

 

 

 

23
Dez08

To all

Gitano73

I wish you all "every precious dream and vision underneath the stars" *

 

My way of sayin' to you all.. merry christmas and happy new year!

 

* The Waterboys - The whole of the moon

14
Dez08

Sem título

Gitano73

Hoje vamos ligar a fantasia no máximo

vamos reportar-nos ao momento em que me suspiras

aquele exacto momento em que o teu corpo me chama

e te acudo com a urgencia de um acudir desesperado

Hoje vamos ligar todos os pontos que andavam soltos

vamos desenhar teias de ponto cruz

onde tu te entrelaças em mim e eu em ti

em nós complicados e escorregadios

no suor de quem se dá sem esperar receber

Hoje mas não só hoje

vamos voltar a começar tudo do princípio

Diz-me o teu nome

Espera. Esse sei-o de cor.

Vamos antes usar o tempo a soldar uns lábios

que se descobriram ainda agora

ou terá sido ontem?

Não importa. Vamos uni-los

E já agora vamos acompanhar os nossos lábios

na unicidade dos corpos

Entrar em ti abraçar-te como está escrito

que deve ser assim

se não estiver escrito também não faz mal

sei que é assim que tem de ser

e ninguém me desmente. Não neste momento.

Não!

Não penses no mundo. Esse ficou lá fora..

shhhh

Está escondido sob o manto negro da noite.

Deixa passar só a lua...

essa que te abençoa a pele nua

cai sobre ti e na silhueta que a janela deixa descobrir

do teu corpo com os lençois a cair

eu revejo o desejo

de um querer maior que eu

e caio sempre, mas sempre na forma animalesca da possessão

pois não conheço mais nenhuma onde me possa dar a ti 

selvaticamente

amorosamente

e um misto de tudo o que está no meio.

ou no princípio.....ou até num fim que nunca irá existir.

Hoje...vamos ligar a realidade no máximo

e vamos repetir tudo isto outra vez

Hoje....e para sempre.

 

03
Dez08

Amo-te

Gitano73

Palavra banal nos dias de hoje.

Ouvimo-la fácil. Nunca é sentida quando é dita.

Fazem-se promessas de relações divinas sobre essa permissa.

Na práctica.. são momentos. Valem tanto quanto os beijos trocados.

A saliva perdida, trocada, mexida dançada fica-se entre a esquina mais antiga do tempo e o patamar das tuas escadas.

A ilusão é fácil e acabamos por acreditar no quase tudo que nos é providenciado

Somos nutridos num fast-food de sentimentos. Enchem e são de digestão difícil.

Ilusão.

Palavra reaprendida over and over again.

"Tu não me amas. Tenho a certeza disso"

Sim... eu nunca tive certezas de nada.. sigo o instinto e ele funciona para mim. Ele sussurrava-me "amas um inferno....inferno..."

Acima de mim uma respiração a mais disse-me...

"Calma. Não chores. Já aprendeste que o sol amanhã é mais brilhante... e tu és um dínamo"

E eu não chorei.

Depois a mesma respiração disse-me

"Curaste uma dependencia"

E eu, ao olhar a musica... a respirar um perfume esquecido....

pergunto-me....

"Quem disse que queria curar?"

O amo-te é cada vez mais banal nos dias que correm.

Ainda bem que temos defesas que nos levam a não acreditar a cem por cento.

Sao os nossos amortecedores na queda.

"Mas repara amor é incondicionalmente"

Claro que sim.

Claro que sim....

Um dia com alguém....irá ser verdade....uma verdade....incondicional

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D