Sábado, 23 de Setembro de 2006

Número

 



Escrevi um número simples de períodos de felicidade que foram vividos por mim


Deixei-os inexpressivos numa carta. Escondi-os do mundo numa qualquer gaveta.


Recordo-os à medida que me apetece. São meus.


Acho que me convenci que me sinto bem com a vida.


Afinal... quanta perfeição podemos esperar de um fim de tarde?


Toda a que a escuridão nos rouba.


A noite retrata-me anjos que não existem


Ao olhar pela janela, com os a chuva nos vidros a distorcer a realidade


penso para mim que é muito parecido com as minhas memórias


vou distorcendo cada uma à justa medida das minhas necessidades


Estes sonhos que vou carregando são demasiado monótonos para lhes chamar objectivos.


Vens e vais como o sonho do perfeito e intocável


Serei secundário à imagem do querer e desejar


Tu, eterna à sombra do respirar ....que é transparente, puro e faz-me delirar.


Os pecados que transportas


são amostras


são pequenos erros causados por quem sorri demais


E causas muitos quando o teu sorriso começa a desenhar-se


Como sempre....desapareces....


Ainda agora estavas aqui...lembras-te?



publicado por Gitano73 às 23:30
link do post | comentar | favorito
Sábado, 9 de Setembro de 2006

Pequenos textos.

 

Às escondidas




Contas tu e escondo-me eu


Não vale procurar onde eu estou


Tens de continuar a contar


Tens de contar até ao número de sonhos que tenho contigo.


Eu resguardo-me de ti mas ao mesmo tempo quero que me descubras


Enconta-me para que eu sinta alívio


Encontra-me para que me sinta sereno


Aflige-me que me procures


Os intentos de querer são apenas vaidades usadas


Tenho ciúmes do lugar que ocupas e em que eu não estou.


O próprio ar que respiras devia ser reciclado para os meus lados


Já contaste?


Estou impaciente


Não procures por aí... eu estou aqui.


Ganhaste.








A Salada




Hoje decidi fazer das palavras coloridas que escolho uma salada


Cortá-las e decorá-las a gosto


Fazer com que as leias por etapas


misturando sabores e seleccionando amores.


Degusta-as devagar pois são poucas


Talvez te sobrem ...


Talvez te faltem...


Mas desde que não esperemos convidados...


Tudo correrá bem...


Não tenho receita mas penso que basta fechar os olhos


Tudo o resto virá










O Fogo




Tocas-me os olhos com a luz de uma força que não se vê


Fá-lo de uma vez e tatua cá dentro o que não é preciso dizer


O teu fogo queima e faz doer pela ausência


Alastra-se e sente-se nas pontas dos dedos


Derrete-me os suspiros e aquece-me a alma









publicado por Gitano73 às 22:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 5 de Setembro de 2006

O Quadro

Pelos meios que a noite me leva


Eu espero que esperes que eu espere por ti


Sabes que te encontro onde estejas


Tens uma chama própria que o tempo não apaga


mesmo quando esse sorriso escasseia.


Nos atardeceres preguiçosos do fim do verão


Dou por mim a contar o tempo a passar despreocupado


e culpado, continuo estes aparentes afazeres


sem função notória... mas que me fazem sentir bem


Envio quem amo para longe...


e como diz o poeta..


parece que os colocamos em pedestais à espera que caiam.


E pergunto-me vezes sem conta...


Que recompensa para tudo isto?


A resposta..singela e precisa como as que gosto de dar vem-me à idéia


"Who the fuck cares anyway?"


Faço-te mal ou bem?


Sentes-te feliz ou triste?


Faço-te ver mais além?


Há momentos em que te beijaria e roubaria esse beijo que me queres dar


iria comigo até que o ultimo sopro mal fizesse sentir o calor dos lábios


Ambos sabemos que não me contento com isso


um beijo...


apenas uma pincelada num quadro maior


quento mais triste a cor


mais brilhantes, furiosas e vivas as que se escondem


à minha espera.


Certa vez pintaram-me.


Juntaram-me ao mar e fizeram-me falésia


fizeram-me caminho rumo ao brilho


fizeram-me pertencer a algo.


E logo eu que não pertenço a nada.


Tantas etiquetas...tantas gavetas


onde me tentaram colocar


E um dia.... conseguiram-me enquadrar


numa tela sem fim.


Rumo ao sol.


Livre e ao mesmo tempo


confortávelmente contido e perto dos teus braços.







What brings me down now....is love...'cause I can never get enough....


I can never get enough of love


It's a dangerous time for a heart on a wire


shuttled from station to station


noisily not knowing why - Counting Crows - Goodnight Elisabeth

publicado por Gitano73 às 21:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 2 de Setembro de 2006

Goodnight Elisabeth - Counting Crows

 



I was wasted in the afternoon


Waiting on a train


I woke up in pieces.... and Elisabeth had disappeared again


I wish you were inside of me


I hope that you're ok


I hope you're resting quietly


I just wanted to say......




Goodnight Elisabeth...


Goodnight Elisabeth goodnight




We couldn't all be cowboys


So some of us are clowns (that's me)


Some of us are dancers on the midway


We roam from town to town ..to town...


I hope that everybody could just find a little flame


Me, I say my prayers, then I just light myself on fire


And I walk out on the wire once again....


And I say




"Goodnight Elisabeth


Goodnight Elisabeth Goodnight"


[guitar]....


....


[piano]


....


Come on down...cover me with your eyes


you used to come on... cover me with your eyes


now you tell me everything is gonna be allright


Now you tell me everything..... is gonna be allright


You wanna make me think that it's allright


while you're walking away


you wanna tell me everything is allright


While you're walking away


You wanna make me think that it's allright


While you're walking away


You wanna tell me that it's allright for you to treat me this way


Well it's not allright with me


No it's not allright with me


it is not allright with me




So I will wait for you in Baton Rouge


And I'll miss you down in New Orleans


I'll wait for you while she slips in something comfortable


And I'll miss you when I'm slipping in between




If you wrap yourself in daffodils


I will wrap myself in pain


And ohhh ...hey.... if you're the queen of California


Baby I am..... the king of...... the rain !!!!!!!!!!!!!!!




And I say .....


Goodnight Elisabeth


Goodnight Elisabeth


Goodnight Elisabeth Goodnight






You wanna make me think that it's allright


while you're..... walking away


you wanna tell me everything is allright


While you're........ walking walking away


you wanna tell me everything is allright


While you're........ walking walking away


You wanna make me think that it's allright for you to treat me this way


Well it's not allright with me

publicado por Gitano73 às 23:57
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Too close to heaven

. I've got spaces...

. ...

. I love all my sad songs

. Apetece-me....para 2017

. Past....future.....

. O Principezinho

. ...

. This is how you remind me...

. Back where I belong!

.arquivos

. Abril 2018

. Janeiro 2018

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Abril 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds