Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

No Fundo da Garrafa

No Fundo da Garrafa

27
Fev06

Lá menor.

Gitano73
 

São as palavras que preenchem esta escala.


São saudosas e sentidas e caídas e esquecidas


São daquelas gastas...das que não se levantam


Choram um blues esquecido




Unicas como o grito que me apetece dar


O teu sorriso longe de mim entristece-me


O mesmo se passa com essa lágrima.


O lado B de cada disco teima em tocar


Canta um blues esquecido




A encruzilhada ....


Eu a Sul...


Tu a Norte...


Ela a Este...


Ele a Oeste


Sinal vermelho no cruzamento.


Parar...


Tu...e ele....e ela...


E eu


Fumar.


Um cigarro até ao fim sem realmente sugar o fumo.


Deixa-o queimar e perde-te a pensar em mim no meio do fumo.




We all need a red light.....every now and then.

27
Fev06

Lie to me - Jonny Lang

Gitano73

Lie to me..... and tell me everything is all right
Lie to me..... and tell me that you'll stay here tonight
Tell me that you'll never leave,
and I'll just try to make believe.....
that everything...everything  you're telling  me is true

Lie to me, go ahead and lie to me...


Lie to me, go ahead and lie to me

Lie to me, it doesn't matter anymore
It could never be the way it was before
If I can't hold on to you
leave me with somethin' I can hold onto,
for just a little while won't you......won't you let me be

Anyone can see
that you love him more than me
But right now, baby, just let me pretend
that our love will never gonna' end

Lie to me, go ahead and lie to me

Lie to me, go ahead and lie to me

22
Fev06

Ceremony of losers.

Gitano73
 

Said.....the music frees me


Something inside breaks and gets out


You know what I mean


like a desert sun that burns the skin


a shout at the desert


will the rain come?


I feel like an outlaw


Riding free against all odds


whoever stops me gets the prize


an aphrodisiac for the mind


and a sad excuse for everything else


(bloody ghosts...I ought to shoot you all)


They said you were a shaker


A false angel with no wings


and...everytime...


seems like...


you're not there....


The sea seems endless


Ir cries blood....


everytime the wind caresses you....


them salty teardrops never seem to find a way home


a dream stealer


that's what I am


....an angel too?


I guess not.


The stars lie all in my head....restless


but I kiss the world now and then..


my own world of course...


shake shake shake....


your dreams upside down..


the slowliness of my responses to you


are driving you crazy


like a slow fire....


burning the crusty bits out of you....


and under the same old sun...may your Lord have mercy on us.


In this ceremony of losers.

22
Fev06

Wild Hearted Son

Gitano73
 

Escura é a noite que me encontra a pensar em ti.


Cinzenta a memória do que foste...


Pardos são os sentimentos que cá dentro vivem


Tão estranhos quanto distantes de ti.


E eu, sozinho, descubro-me a descobrir-te longe.


Escura é a noite, que me surpreende sem ti


Cinzenta a hora em que me faltas


Pardos os momentos que me sopras...ao longe.


Tão estranhos quanto os encontros em que não me encontro.


E eu, sozinho, aprendo a viver sem ti.




Wild hearted son.....


Baby...the world didn't want me to run


They try to break me down into my knees...


Wild....hearted.....


Wild Hearted Son – The Cult

11
Fev06

Lógica de Boole

Gitano73
Não sei bem quantos corações já parti
Não tenho a certeza de quantas vezes já me remendei também
Só sei que continuo de cabeça erguida
Dia após dia, sonho após sonho, lágrima após lágrima
Por vezes pergunto-me se há alguma lógica nisto tudo
A resposta é muda e surda.
E de todas as vezes é sempre a primeira vez.
Eu já deveria ter um manual ou algo do género
Já tinha de ter escrito um tratado sobre comportamentos e respostas
Mas não.
Como num bom jazz, improviso ao sabor do vento.
Nunca terei o fluxograma certo de uma relação.
Acho que de tanta lógica no emprego, acabo por abominá-la
Que se foda a lógica e que se foda o "políticamente correcto"
Este sou eu. O tal que não se deixa provar nem encostar na borda do prato.
O tal que se esconde por trás da tua melhor indefinição.
Meio insano e completamente fora de tempo.
Um compasso quaternário não me chega. Nem os azuis de Kansinsky.
Quero dar um pulo até ao cinzento de Klee.
E nadar...num qualquer mar  que não seja meu.
06
Fev06

Acho que é por ali...

Gitano73

Continuo a chorar as lágrimas de toda a gente e fazendo-as minhas.
Sou um coleccionador de dores.
Apareço quando penso ser preciso.
Desapareço quando julgo não ser mais necessário.
Já fui magoado tantas vezes no passado.
E além do mais....já alguém me partiu o coração..
Só te restam pedaços para sorrir. Uma festa de pequenas centelhas.
Já fui rasgado tantas vezes antes. E remendado e chutado.
Depois de sofrido todos os sorrisos são acolhedores.
Depois de vivido todos os suspiros protectores.
As promessas são cheias de um qualquer tudo que não é convincente.
E as manhãs continuam teimosas a nascer over and over again. E eu não posso fazer nada contra isso.
Todas as palavras e cada uma delas tem um peso diferente na frase que tenho guardada para ti.
Escrevo todas estas coisas com a certeza de que o meu selo não fará parte do envelope.
Será devolvido pelos correios. E eu ficarei contente por ter sido assim.
Falta-me a coragem de te dizer esta e outras coisas que guardo cá dentro.
Meio disfarçado de cobardias púrpuras vou escrevendo por estes cantos esquecidos.
Meio adocicado pelo alcóol e esquecido pelo amor.
Vou passeando a carcaça cheia de dores e sofreres.
O caminho não interessa assim tanto.
A meta também não se quer deixar ver..
Um pé atrás do outro...
Acho que é por ali....
05
Fev06

Como apareces tu?

Gitano73


traz-te o amanhecer....
juntos arrepiam-me a espinha
há algo que me falta..
talvez o teu olhar na manhã calma
ou o aroma da tua pele morna
Não sei nem vou pensar muito nos meus débitos...
só me fazem sofrer.
Mas o teu respirar é certo que me marca os ouvidos de saudades
É esse teu último truque. Aquele que nunca fizeste.
O que me marcou. E me deixou...
À deriva num mar que nunca naveguei...
Num sonho que demasiadas vezes sonhei...
Onde ficou a melodia daquele saxofone que me devia sublinhar a vida?
Entre o cair da noite e o amanhecer escrevem-se tantas histórias.
Muitas no lado errado do livro.
Outras no lado certo de quem o lê.
Sem publicidades nem autógrafos.
Apenas o calor da vela que se vai gastando com o tempo.
Parece que me vai partindo por dentro...cada uma das gotas
que lenta e sofridamente escorregam de queimadas
Deixam-me mais próximo de um ideal que talvez não seja só meu.
De todos os direitos só há um que não to concedo...
O direito de duvidares.


 


Escrito ao som de "You have no right - Phill Colins"

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D