Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

No Fundo da Garrafa

No Fundo da Garrafa

14
Jan06

Como é engraçado...

Gitano73

 


Esta sensação de tudo muda e tudo fica na mesma
Um imenso dejá-vu
It just goes round and round
É a vida que vivo, mudam os dias
e as horas teimam em ser as mesmas
Pertenço talvez a outro mundo que não este
Quero outro lugar que não aqui
Um desconforto constante
Um desespero gritante
O amor e nós.. nós e ele
Temos uma relação bem estranha com o esse senhor.
Parece que por vezes está acordado e outras a dormir.
Talvez seja isto o amor.
Já não sei. As dúvidas não páram de crescer.
As certezas parecem morrer.
E eu sempre no meio.
Sou a Torre....a eterna Torre.
Queria tanto tanto ser o cavalo....tanto...

11
Jan06

Reencontros

Gitano73

height=336 alt=writing-2.jpg src="http://nofundodagarrafa.blogs.sapo.pt/arquivo/writing-2.jpg" width=420 border=0>

Has anyone ever written anything for you?
In all your darkest hours
Have you ever heard me sing?
Listen to me now
You know I'd rather be alone
Than be without you
Don't you know?

Has anyone ever given anything to you?
In your darkest hours
Did you ever give it back?
Well, I have
I have given that to you
If it's all I ever do
This is your song

And the rain comes down
There's no pain and there's no doubt
It was easy to say
I believed in you everyday
If not for me
Then do it for the world

Has anyone ever written anything for you?
In your darkest sorrow
Did you ever hear me sing?
Listen to me now
You know I'd rather be alone
Than be without you
Don't you know?

So, if not for me, then
Do it for yourself
If not for me then
Do it for the world
Poet...priest of nothing
Poet...priest of nothing

Stevie Nicks - "face=Verdana size=4>Has Anyone Ever Written Anything For You?"
































11
Jan06

Sou o teu porto seguro (quer o queiras ou não)

Gitano73

Há dias em que juro que consigo voar como uma águia
outros em que a brisa apenas me aflora o cabelo
Todos os meus sentidos tilintam
Vozes interiores que gritam
"pára por um segundo e pensas por um minuto"
Eu luto e luto
Desculpo-me com a habitual espontaniedade com que passeio pela vida
Consigo ver a tua expressão à distância
Ambos sabemos que algo está acontecer... algo por estes lados
Podes falar comigo, não há nada aqui que temer
Todas as desavenças são enterradas
Todas as nossas confusões desterradas
Há apenas algo que podes fazer
Podes falar comigo...sempre que estejas em baixo
Sempre que precises....sempre que queiras
Embora nos enfrentemos face a face, lado a lado
As muralhas estão altas e as lágrimas engolidas
Os desejos sucumbidos à face de uma qualquer norma social
à face de valores e princípios que não queremos aceitar mas somos obrigados a isso.
Nunca vais entender que estás a salvo comigo
Num lugar onde nunca navegaste, diferente dos mares e da internet
onde as ondas são serenas e o respirar embala
As palavras ferrugentas ficam caídas no tapete.
(Não ficam?)


 

10
Jan06

Salsa (Woods and some kind of buddha)

Gitano73

I heard it from a friend who has heard it from a bird
that you're in need of a friend
You're little world seems to be out of place
Can you show it from your face?
If I see your smile can you see my tears?
Looks like we're counting crows again
teaching...
One for sorrow
Two for joy
Three for girls and
four for boys
Five for silver
Six for gold and
Seven for a secret never to be told...
seems that they come and go with their wings wide open
black as the night....obscure as a pain
all they leave behind is feathers in my hand
Angels of the silences that should not be.


Here's some salsa. :)

10
Jan06

Way beyond empty inside

Gitano73

If I could I surely would....,child,  ease your pain
But if I could no longer.....Would you still know my name?

If I couldn't drain the tears that pour from these eyes
Would you turn your back on me?
Would you wave goodbye?

Or leave me.... way beyond empty inside?
Awaiting my last day to arive
Way beyond empty inside
Awaiting my end to arrive

If I couldn't be the shoulder which your head would rest upon
Would you still be waiting (mama)
Or would you be gone?
If I couldn't keep the smile forever on your face
Would I still be around or would I be replaced?

(Yeah)Way beyond empty inside
Awaiting my last day to arive (yeah)
Way beyond empty inside....
Awaiting my end to arrive


(Guitar).....

(And) Would you promise me things they'd never change?
Could you promise me that things they'd stay the same?

If I couldn't clear the clouds
From over your head
Would you keep your word to me
Amongst all the things you said?

Or leave me way beyond empty inside
Awaiting my last day to arive (yeah)
Way beyond empty inside
Awaiting my last day to arrive...
Oh yeah child!


Zakk Wilde - "Way Beyond Empty"

09
Jan06

Tales of a madman

Gitano73

Ensinas a história de um passado que nunca tivémos
Nunca o colorimos nem o vivemos com a intensidade que precisamos
Algures...longe de mim...sei que estás em mim
à noite...despes-te... sem mim...
E encontras no corpo nu o interesse banal de quem já se viu e reviu
Falta-te a ansiedade de outros olhos que te desejam
Olhas-te ao espelho e encolhes os ombros
"- Sou só eu....a mesma de sempre"
Sem saberes és novidade e passado não vivido.
Sem entenderes és cobiçada por desejos que ardem suaves.
Sem ouvires és cantada.
Serás mãe.
De um desejo concebido
Feito à justa medida de cada um de nós.
Dentro dos nossos falsos limites e fora de todas as fronteiras.
Serás mãe.
Serei pai.
Seremos o côncavo e o convexo de tudo o que acreditarmos.
Pais de um sentimento que é algo mais que um doce calor numa noite fria.



"Gonna get back to basics...
Guess I'll start it all....again" Counting Crows - Recovering the Satellites

09
Jan06

Monólogos de um louco

Gitano73

Sentado aqui uma vez mais
confrontado com os fantasmas de amanhã
As trompetas do descanso interior não soam
A little me is coming
Espero que não seja assombrado como eu
Como se ensina isso? Como se bane este tipo de coisas?
Como se evita?
Ele dirá alguma vez o mesmo?
"Pai... bailam sobre mim os fantasmas do sentir demasiado...
foi de ti que os herdei?
Eram os teus amigos?"
Não há comprimidos, nem mézinhas
Não há libertação
Que venham a mim!!!!
Todas as dores e todos os demónios
Eu sou a Torre.
Que venham todos de uma vez
Conviverei com cada um deles
Até à queda de alguns
I'm the Tower.
Flechas de saudade e lanças de desespero
Todas me atinjem uma após a outra
Espadas afiadas com um pouco de tudo
"Cavalga para a fronteira da pele!"
Uma vez lá.... tudo é possível
"Atravessa-a!!!"
"sai de dentro de ti, e deixa para trás a solidão!"


 


 

05
Jan06

little girl

Gitano73

little girl.. did they ever told you that you would grow up?
yeah little girl those tiny pains inside your heart
they're a sign that you're becoming a woman.
You go to bed at night, shedding your tears with your teddy bear
you know little girl, all the people that come and go in our lives,
they all deserve at least one of those tears.
little girl wants to be big as a mountain
but she's as fragile as a willow
She says that love is Mr Sandman
and she runs away from him
She doesn't know nothing, but that's allright
for now it's allright..shh....
little girl..you're becoming a lady without even noticing.

04
Jan06

Dedicatória.

Gitano73


Este é dedicado a todos os sonhadores
a todos aqueles e aquelas que adormecem
com a companhia de um ultimo pensamento
que dedicam a quem desejam


dedicado a todos os que querem mais,
que precisam uns dos outros
e não têm medo de viver mais além da vida.


dedicado a todos os que vivem do avesso
com o sentimento na flor da pele
e arrepios na espinha


dedicado a quem ama, amou e amará
independetemente do que sofre


dedicado a quem não tem medo da dor
dedicado a quem não tem medo de chorar
e de se dar sem receber.


é dedicado a todos os que vivem para sentir.

03
Jan06

Dois.

Gitano73
Um encontro combinado e esperado
E no olhar que trocámos
démos à luz um amor maior que qualquer um dos dois
e maior que ambos
Esperáramos tanto por este momento
que nem sabíamos muito bem o que esperar.
as roupas foram caíndo no chão do quarto
encontrarando justos lugares onde repousar
numa desarrumação quase poética
mais ou menos imprevista
tremeste ao meu toque,
num jogo de antecipação
e deixaste-te levar para onde quer que te conduzi
nesa noite a manhã antecipou-se a nós
chegou sem se anunciar e obrigou-nos a levantar
Cansados e satisfeitos démos de caras com a vida.
Que custa tanto a ser vivida sem a companhia certa.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D