Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

No Fundo da Garrafa

No Fundo da Garrafa

29
Jul04

Gitano73
Olha para mim.. não baixes a cabeça...olha-me nos olhos
Entende-me...esforça-te por atingires aquele patamar de onde te olho
Compreende o que digo...o que escrevo.... lê onde as palavras me faltaram num soluço tímido
Lê nas entrelinhas incertas da escrita pobre que te ofereço..
Ajuda-me.... que a insanidade que é hóspede não convidada e que é inquilina em mim, corrói por dentro e consome-me furiosamente...e queima-me as veias...
Olha para mim.. de noite... deixa-me chegar mais para ti...o teu gesto advinhou-me..
- "Não! Não me beijes...não é isso que quero..." É fácil a entrega...
e continuo: "esforça-te!!!!...estuda-me!!!!... "
Tentas e não atinjes.... não és capaz de compreender a instabilidade demente do limbo bamboleante que navego e atravesso, onde o mundo é pequeno e tenho vertigens enormes de claustrofobia.
Sente o olhar com que te baptizo... o olhar que pousa em ti sempre novo...sempre cansado...
Sempre louco de monotonia aparente.
Vou explodir e não deste pelo pavio estar aceso...

b u m !

(Perdeste e eu não ganhei).
29
Jul04

Distância

Gitano73
Resolvi pensar em ti
para ocupar o tempo que me sobra
e assim de um modo curioso, voltar a amar-te
Sentir-te outra vez solta de pecado e perdão
Ouvir-te gritar o meu nome com alma
Pois a recordação é minha assim como esta canção

(REF)
Certa vez perguntei-te pelo sabor das lágrimas que deitas por mim
respondeste serem uns litros de nada
E eu disse que a tristeza era mesmo assim
Um sonho acordado ao que estás amarrada
(==)

E sobre nós notícia alguma chegou
errávamos perdidos em mundos e ruas diferentes
Para mim a distância não nos separou
Para ti as saudades tornaram-se ausentes

... and something else to add later on..

Music: Road-King
Lyrics: Gitano

26
Jul04

Um adeus.... o adeus... não sei.

Gitano73
O silêncio conquistava o grito mudo que dei por ti. O tempo não foi contado pelos vulgares relógios. O tempo tinha-se acabado para mim. Ofereceste-me a visão bela das tuas costas quando te afastavas... num passo certo e determinado e rumaste para um qualquer sítio que fica longe de mim e eu não sei onde é. Sozinho sem ti olhei para mim e senti uma taguagem de vazio, com cores de Outono e orlas de uma brisa que é pesada mas seria suave não fora a situação.
Quando o choque abandonou o que restava da razão, raciocinei.. um adeus? "o" adeus? outro adeus.... ou um começo?Um novo começo..com tudo o que preciso.. com todos os aromas próprios de quem se apaixona..com todas as sensações conhecidas da corrida frenética para outros braços...sim um começo.. um convite ao funeral da minha solidão. E de outro alguém que sinta fome de sentimentos....e de mim.
Um outro alguém para guardar na festa dos meus olhos. Meu amor.. guardo-te no meu passado e obrigado por tudo o que me deste e por tudo o que recebeste.. mas agora..
sai da frente!

/Gitano another time...another place.

22
Jul04

A folha branca

Gitano73
Entrei nos teus olhos pulando de uma folha branca na qual escritos meus te seduziam.
Tu disseste estar muito emocionada por te ter dedicado um poema e no meio da conversa confessaste ter perdido umas poucas lágrimas que não encontraste.. provavelmente a minha folha branca absorveu-as. Disseste tambem que estavas vaidosa, porque isto de oferecer poemas estava em desuso e que achavas "demais". Acho que nunca chegaste a entender que te dava o mundo se estívesses pronta para o aceitar. Mas de qualquer maneira peço-te desculpa por me ter encaixado de modo mais ou menos terrorista e incerto nesse teu sorriso que é branco e brilha e aquece-me.
Absorvi-te rapidamente e ficaste assustada com a intensidade.. como é que já me pertencias e não tinhas dado por isso. Dizes que a insegurança de não saberes já quem és te aflige.. e desarmei-te ao explicar-te que nada mais eras do que a minha extensão de vida.. que estavas desarmada..não valia a pena lutar contra ti própria..
Perdeste a tua batalha e ganhaste a nossa guerra. Assim como eu.
Festejemos então pela vida fora com um misto de romance e pequenas discussões que apimentam isto de viver com alguém...

/Gitano

PS: Guarda a folha branca.... foi ela a responsável.
22
Jul04

Uma casual insónia

Gitano73
A noite foi maior que eu e levou-me outra vez por montes e vales de saudade de ti. Lágrimas rolaram ao contrário sem desenhar humidos traços na minha pele. O soluço perdeu-se e o sono também. A minha janela confidente e psicóloga residente das confissões que lhe canto espera-me.... e eu, como sempre, abro-a de noite.. e sinto que a cidade vive para além de mim.. sinto um conforto imenso de saber que me esquece..que sou apenas mais um feliz anónimo para a cidade... e por vezes para ti também..
Voltei outra vez ao lado certo do copo meio cheiro e tento colorir o gelo com o toque dos meus lábios. A guitarra não me chama.. também já é tarde para tocar... continuar a pensar em ti parece-me cansativo.. pois força-me a reinventar emoções que já doeram mais do que hoje em dia. Talvez adormeça assim... levado por mim a terras do outro lado.

/Gitano
22
Jul04

Espelho

Gitano73

height=260 alt=img6.jpg src="http://nofundodagarrafa.blogs.sapo.pt/arquivo/img6.jpg" width=209 border=0> Hoje olhei-me no espelho e vi tudo aquilo que não queria ser. A terra da fantasia em conjunto com a televisão e todo o mundo de livros que leio rejeitam a imagem de desvaneios entre o certo e errado em que vivo. Li entrelinhas de honestidade de actor misturadas com cantos de dor que não chegam a céus alados. Misteriosas linhas formam-me a cara.. intruídas por actos, acções e um pouco de nada... que me orgulho em ostentar... Hoje acordei sentado. Sonhei estar acordado. E nada..mas nada me tirava do sonho. A cara que vivi é diferente da que nasci. Leio-a espectante de uma novidade alarmante e nada acontece senão olhos conhecedores de tudo aquilo que escondes no bolso da tua palete de pecados. Sim...tu.. caçador de sentimentos devotos... de ilusões desfeitas por realidades banais e sem jeito.

-----

"É que hoje acordei e lembrei-me que sou mago feiticeiro

Que a minha bola de cristal é folha de papel

Nela te pinto nua....nua numa chama minha e tua....."

in: Toranja - Carta.

20
Jul04

Louco sem lei

Gitano73
sou um louco sem lei que não responde a conceitos perdidos, correctos ou indefinidos por uma pessoa qualquer.
Sou um palhaço da vida vivida, curtida e meia vestida com as cores de um bordel
Sinto pensamentos que bailam juntos meio vagabundos de sede e paixão.. agarrados a um coração que peca demais
Atraso propositadamente conceitos vulgares reais e banais que teimam em lutar contra outros menos casuais
Afinal a despedida é fria e sofrida. Por vezes dividida entre mim e o outro que sou eu.
Nua e imperfeita como a carta que escrevi numa manhã em que senti saudades da noite.

/Gitano
01
Jul04

Aniversário

Gitano73
Não...não é o nosso aniversário.... mas eu quero comemorar mesmo assim...
Faz hoje....não sei quanto tempo que nos conhecemos.... tu estavas lá com horizontes lavados e indefesa perante os ardis de quem realmente lutava para ficar contigo.. eu estava lá.. para fugir a uma vida adormecida por aquela relação que não avançava nem recuava...
Em mim habitava aquela doce sensação de mudança... e preparava-me para um jogo que conheço à muito... o da sedução.. e sem falsas modéstias, sei jogá-lo. Pontuei primeiro... verdade mas cada vez que fazias tu pontos..parecia jackpot... talvez fosse de mim..que te elevava aos mais altos simpósios.. talvez seja próprio de ti.... marcar bem marcados os pontos que me levaram a ti.... as penalidades foram faceis de resolver....deixei que marcásses todos os penalties que quisesses... baixei todas as defesas e chamei a mim o ataque. Pontuaste à tua vontade e ganhaste aquele lugar da primeira liga do meu coração..sim é lamexas mas é verdade...merda...como odeio o futebol...
Odeio perder... odeio ficar em segundo lugar.. mas cedo percebi que não havia perdido...havia jogado tacticamente... e tinha vencido... recebi tudo... tudo o que nem sequer havias pensado em entregar aquando da minha chegada... perdeste tu as defesas e foste minha.. completamente e perdidamente minha.. como só tu conseguirías ser...
Estou contente....por ser outra vez o nosso aniversário... que se foda a data.... não sei se o dito foi ontem, hoje ou amanhã.... afinal é todos os dias ....
a comemoração de vivermos juntos...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D